Vilmar Mariano entrega reforma da Escola Municipal Menino Jesus

Postado em: 16/04/2024

Unidade escolar que atende 465 alunos recebeu investimos de cerca de 2 milhões de reais em serviços de reforma e manutenção predial

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia entregou na última segunda-feira, 15, mais uma obra concluída do Programa Cuidar de Nossa Escola é Dever de Todos. A solenidade de entrega da Escola Municipal Menino Jesus, que fica no bairro Ibirapuera e atende 465 crianças da 1ª fase do Ensino Fundamental, aconteceu no período da tarde, às 16h, na presença de populares e contou com a presença do prefeito Vilmar Mariano e da secretária de Educação, professora Idelma Oliveira, além de autoridades políticas e lideranças do município e da região.

Os serviços de reforma da unidade escolar, que tem quase 1,5 mil metros de área edificada, custaram aos cofres da Prefeitura algo perto de dois milhões de reais. Incluíram a implantação de um novo telhado nos pavilhões das salas de aula e da parte administrativa e a revisão completa dos sistemas elétrico e hidrossanitário. Além disso, foi feita a substituição de itens antigos ou danificados, a exemplo de esquadrias, vidros, vasos sanitários, pias, torneiras, tomadas, interruptores e lâmpadas. 

A escola recebeu diversos outros serviços que melhoram as condições prediais e oferecem maior conforto e segurança aos estudantes e servidores. Para favorecer o escoamento e evitar alagamentos no ambiente escolar, o sistema de captação e de contenção das águas das chuvas, que inclui calhas, tubulações e caixas de passagem, foi completamente reestruturado e redimensionado. O prédio recebeu, entre outros benefícios, uma nova pintura, adequações para a acessibilidade e teve sua parte externa completamente revitalizada.

Para  o prefeito Vilmar Mariano (foto abaixo), a entrega da escola Menino Jesus representa um passo importante na qualidade do ensino, porque dá condições para que os estudantes se sintam bem acolhidos no espaço educacional. “Temos levado o serviço de reforma a todas as escolas e Cmeis de Aparecida visando melhorar a estrutura destas unidades, que acabam sofrendo com a ação do tempo. Tudo isso pensando no bem-estar dos alunos e dos profissionais que atuam nas unidades”, pontuou.

Ver Post

Na esteira do prefeito, a secretária de Educação, professora Idelma Oliveira, também sublinhou a importância do ambiente para o desenvolvimento do processo pedagógico. “Quando a criança se sente bem, se sente segura e gosta do espaço da escola, ela faz questão de não matar aula e se vê mais interessada em realizar as atividades propostas”, observou a secretária.

Daniela Ângela, que é diretora da unidade escolar, tem opinião semelhante e acredita que as melhorias das condições da escola podem refletir mesmo na melhoria do aprendizado das crianças. “A criança precisa se sentir acolhida e gostar de estar no espaço escolar. A reforma criou esse ambiente mais agradável para nossos estudantes”, enfatizou a gestora. 

Mirlane Sampaio, 28, que é mãe do aluno Phyetro, uma criança que está matriculada no 2º ano do Ensino Fundamental, participou da solenidade de inauguração da reforma e comentou que os serviços deram uma nova cara para a escola. “A gente fica feliz com a entrega dessa reforma e, com certeza, é um ganho para toda a comunidade e principalmente para os alunos”, avaliou.

Presente na solenidade, o vereador Erivelton Contador (UB) comentou sobre a importância das reformas dos prédios escolares. “A população do Parque Ibirapuera merece este benefício. Logo, teremos o início da reforma de outras escolas e, com isso, teremos uma educação com ainda mais qualidade”, concluiu.

Além dos citados na matéria, a solenidade contou com a presença dos vereadores Amendoim (UB) e Leandro da Pamonharia (PL). Fizeram-se presentes também os secretários municipais de Transparência, Fiscalização e Controle, Bruna Lomazzi, de Esporte, Lazer e Juventude, Marcelo Augusto, e de Assistência Social, a primeira dama Sulnara Santana.

Por: Gedeon Campos e Juliana Fulquim

Escola de Aparecida de Goiânia é finalista do Prêmio Educador Transformador

Postado em:15/04/2024

Escola Municipal Terra Prometida venceu as etapas estadual e regional e agora representa a região Centro-Oeste no cenário nacional da competição

O projeto “Meliponário na Escola: Protegendo as Polinizadoras e o Meio Ambiente”, que vem sendo desenvolvido pela Escola Municipal Terra Prometida desde o ano de 2023, está entre os finalistas da etapa nacional do Prêmio Educador Transformador. Promovido pelo SEBRAE em parceria com o Instituto Significare e com a Bett Brasil, maior evento do segmento educação e tecnologia da América Latina, o concurso está em sua segunda edição e deverá premiar os melhores projetos pedagógicos de sete categorias diferentes realizados por escolas públicas e particulares de todo o país.

O Prêmio Educador Transformador recebeu este ano inscrições de cerca de 3,5 mil projetos executados entre os anos de 2021 e 2023. A disputa é realizada em três etapas: estadual, regional e Nacional. Dos projetos inscritos em Goiás, duas escolas da Rede Municipal de Educação de Aparecida de Goiânia foram classificadas na etapa estadual. A Escola Municipal Joana Angélica Rissaris Paganin, localizada no setor Santa Luzia, classificou-se na terceira posição na categoria Educação Infantil com o seu projeto “Colo com Leitura: a importância da família no mundo encantado dos livros”.

Mas a grande campeã da etapa estadual foi a Escola Municipal Terra Prometida, que fica no Parque Industrial Santo Antônio. A instituição concorreu na categoria primeira fase do Ensino Fundamental com o seu projeto “Meliponário na Escola: Protegendo as Polinizadoras e o Meio Ambiente”. Classificada em primeiro lugar para disputar em âmbito regional, a escola mais uma vez sagrou-se vitoriosa na disputa contra as vencedoras dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

Agora, representando a região Centro-Oeste no cenário nacional da competição, a escola aparecidense enfrentará as escolas campeãs das regiões Sul, Sudeste, Norte e Nordeste. “Estamos animadas, porque acreditamos na nossa proposta. Nosso trabalho reúne aspectos pedagógico e social. Além de ser um projeto empreendedor, ele contribui com a conscientização das pessoas quanto à importância das abelhas na manutenção da vida no nosso planeta”, comentou a diretora da instituição escolar, Leomara Aquino (foto abaixo).

Conforme explica a gestora, o projeto Meliponário na Escola foi iniciado em janeiro de 2023 por iniciativa da própria unidade educacional. A ideia teria surgido durante os serviços de reforma realizados na instituição escolar, quando os trabalhadores encontraram, nos escombros de uma edificação que seria demolida, duas colmeias de abelha sem ferrão da espécie jataí.

A pedagoga Wanessa Trajano (foto abaixo), que desde 2009 faz parte dos quadros da Secretaria Municipal de Educação (SME) e há nove anos atua como professora da Escola Municipal Terra Prometida, é quem, em nome da instituição educacional, assina o projeto junto ao concurso Educador Transformador. A pedagoga, que leciona para uma turma de segundo ano do Ensino Fundamental no período matutino e, no período vespertino, atua como coordenadora pedagógica, explica de que modo o projeto vem contribuindo com o desenvolvimento educacional das crianças. “Ele está inserido no nosso currículo e integra, por exemplo, as aulas de ciência sobre a relação entre a polinização e a produção de alimentos, contribui com as aulas de produção de texto na disciplina de português, nas aulas de matemática realizando atividades de estatísticas e de elaboração de gráficos”, resume a educadora.

O Prêmio Educador Transformador será entregue aos vencedores de cada categoria durante a realização da Bett Brasil, maior evento educacional da América Latina, que acontecerá em São Paulo no próximo dia 24. Mas, para arrebatar a premiação, a professora Wanessa precisa, antes, convencer uma banca de jurados durante apresentação marcada para acontecer nesta segunda-feira, dia 15, às 14h, por videoconferência.

Na sabatina, a professora pretende expor de que modo o projeto Meliponário na Escola vem contribuindo para a formação educacional dos estudantes e também para a mudança de percepção e de comportamento por parte da comunidade escolar. “Hoje as crianças da escola e as suas famílias encaram as abelhas de forma diferente do que era anteriormente. Compreendem o quanto elas precisam ser preservadas, pois são responsáveis por cerca de 80% da produção de alimentos oriundos da agricultura”, enfatizou.

A secretária de Educação, professora Idelma Oliveira, que já esteve na escola para conferir de perto como o projeto está inserido na vida da comunidade escolar contribuindo com a dinâmica educacional da unidade de ensino, comentou sobre a vitória do projeto nas duas etapas preliminares do prêmio. “Estamos muito felizes ao saber que foi a escola Terra Prometida, que é uma escola da nossa rede de ensino, que ganhou o reconhecimento entre as escolas de quatro estados, incluindo o Distrito Federal, para representar o Centro-Oeste diante das demais regiões do país. Estamos na torcida pelo reconhecimento da importância do projeto também em âmbito nacional, porque além de ser uma proposta pedagógica, é algo que mexe com o comportamento das pessoas e contribui para a manutenção da vida no planeta”, finalizou.

Por: Gedeon Campos e Juliana Fulquim

Imagens: Queiliane Bonfim

Educação de Aparecida e o Dia Mundial da Síndrome de Down

Postado em: 21/03/2024

As unidades escolares da Rede Municipal de Educação atendem 72 crianças com Síndrome de Down

Esta quinta-feira, dia 21 de março, marca a luta pela inserção da pessoa com Síndrome de Down nas políticas públicas. A data foi proposta pelo Brasil à Organização das Nações Unidas e, desde o ano de 2012, passou a ser reconhecida  internacionalmente como Dia Mundial da Síndrome de Down. 

Dados confirmam que, até o ano passado, o país já possuía cerca de 300 mil pessoas com a Síndrome de Down. A mutação genética do cromossomo 21 é mais comum do que se imagina e, de acordo com estatísticas realizadas pela classe médica, a incidência ocorre numa proporção que varia de uma para cada 700 crianças que nascem no Brasil e de uma para cada mil pessoas que nascem no mundo. 

Uma das conquistas que a população down celebra neste dia é o fato de a síndrome deixar de ser considerada uma doença, como ocorria em um passado não muito distante. E como pessoas portadoras de direitos, elas foram inseridas no ensino regular das escolas públicas e privadas. 

Neste sentido, a Rede Municipal de Educação de Aparecida de Goiânia, em atendimento às famílias que possuem filhos e filhas portadoras da síndrome, mantém em sua Coordenação de Inclusão Escolar políticas de apoio pedagógico com vistas a recebê-las nos Cmeis e escolas, dando-lhes o suporte necessário ao seu desenvolvimento. Neste ano de 2024, a rede conta com 72 estudantes com Síndrome de Down que são atendidas nas salas regulares e, no contraturno escolar, nas salas de Atendimento Educacional Especializado (AEE), onde contam com o apoio de profissionais para o acompanhamento de seus desempenhos. 

Para o prefeito Vilmar Mariano, pensar em políticas públicas voltadas para a educação é uma das responsabilidades de um gestor que tenha o compromisso com o futuro das pessoas de sua cidade. “Durante o meu mandato, aumentamos a quantidade de professores de apoio e de salas de AEE, para ampliar o atendimento às crianças que necessitam de um acompanhamento para o seu melhor desenvolvimento”, comentou.

Lorenzo Daniel (foto abaixo) é um estudante de 10 anos e está matriculado no 5º ano da Escola Municipal Joana Angélica, que fica localizada no setor Santa Luzia. Ele é um dos exemplos de como a Educação de Aparecida está contribuindo com o seu crescimento e com a mudança de olhar das pessoas em relação aos portadores da Síndrome de Down. 

Na opinião de sua mãe, a jornalista Káttia Daniel, a convivência natural das crianças no ambiente escolar é uma forma de ensiná-las a viver em sociedade respeitando as diferenças. “Para meu o meu filho, além da estrutura física, que é importante, a dedicação das professoras, Sara e Margarete, e também da diretora Ádria, faz toda a diferença. Elas acreditam verdadeiramente na inclusão e não têm medido esforços para assegurar que o ambiente escolar seja um local agradável e de respeito, e para que os alunos não sejam somente alfabetizados, mas também felizes”, pontuou.

A secretária da pasta da Educação, professora Idelma Oliveira, em alusão ao Dia Mundial da Síndrome de Down, enalteceu os esforços dos servidores da rede por se empenharem para fazer do dia a dia da escola um ambiente mais acolhedor para as crianças portadoras da síndrome. “É papel da escola ser promotora de transformações e, no caso específico das crianças com down, é necessário trazê-las para o convívio escolar, cercando-as dos cuidados necessários, mas, sobretudo, promovendo o seu aprendizado e contribuindo para ampliar suas capacidades”, encerrou. 

Por: Gedeon Campos e Juliana Fulquim

Imagem: Queiliane Bonfim

Educação de Aparecida inicia formação do Programa AlfaMais Goiás

Postado em: 18/03/2024

Formação visa fortalecer ações voltadas para a alfabetização. AlfaMais será realizado com a contribuição de cerca de 800 profissionais de escolas públicas e rede conveniada

Nesta sexta-feira,15, foi dada a largada para a formação do AlfaMais Goiás 2024 em Aparecida de Goiânia. O encontro de abertura aconteceu  ao longo do dia no Anfiteatro Municipal Cantor Leandro, setor Village Garavelo, com a presença das equipes gestoras das escolas públicas e conveniadas e dos professores que atuam na pré-escola (Agrupamentos IV e V da Educação Infantil) e 1° e 2° ano do Ensino Fundamental. A secretária de Educação, professora Idelma Oliveira, fez questão de comparecer para conferir a abertura dos trabalhos no período da tarde.

O Programa AlfaMais Goiás é uma parceria da Prefeitura de Aparecida com a Secretaria de Estado da Educação de Goiás e, desde sua implantação na rede em 2021, vem apresentando resultados significativos na formação das crianças em idades de alfabetização. Durante sua fala na recepção dos participantes, a superintendente de Ensino da Secretaria Municipal de Educação (SME), professora Mônica Pereira do Nascimento, enalteceu o empenho dos professores e das equipes gestoras na produção de bons resultados elevando os índices de alfabetização. “O AlfaMais visa fortalecer o ciclo da alfabetização e em Aparecida, durante este ano de 2024, está envolvendo escolas públicas e conveniadas”, enfatizou.

Os encontros formativos acontecerão de forma presencial ao longo de todo o ano de 2024 no campus da Universidade Estadual de Goiás (UEG), que fica no Setor Itatiaia, e com encontros virtuais, que serão realizados aos sábados. Além da formação de professores, o programa AlfaMais dispõe de material didático específico para o seu desenvolvimento nas unidades educacionais e de avaliações diagnósticas para verificar como a criança está desenvolvendo as habilidades nos âmbitos da escrita e da leitura.

Em Aparecida de Goiânia, o Programa AlfaMais Goiás será realizado com a participação direta de cerca de 800 profissionais. Desses, 350 estão lotados na Educação Infantil, que funciona nas Escolas Municipais, nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), nos Centros de Educação Infantil (Ceis), que são entidades filantrópicas que mantêm convênio com a Prefeitura, e pelas escolas particulares que também atendem em parceria com o Município.

Já os outros 450 profissionais fazem parte do grupo que atua nas séries de entrada do Ensino Fundamental. “Na pré-escola, há uma ênfase no trabalho com a cultura escrita, considerando os eixos norteadores da prática pedagógica na Educação Infantil que são as interações e as brincadeiras. No Ensino Fundamental, por sua vez, além de se considerar o lúdico e as interações nas práticas de alfabetização e letramento, a ênfase está no processo de apropriação do Sistema de Escrita Alfabética e suas especificidades.”, finalizou a Articuladora Municipal do Programa, Aline Caixeta.

Por: Gedeon Campos

Prefeitura entrega reforma da Escola Municipal Joana Angélica

Postado em: 07/03/2024

Entre as melhorias feitas na unidade escolar estão a revisão completa na parte de cobertura e nos sistemas elétrico e hidrossanitário. Os banheiros e a cozinha foram adaptados e ampliados

Nesta quarta-feira, 06, a prefeitura de Aparecida de Goiânia entregou a reforma completa da Escola Municipal Joana Angélica, que fica no setor Santa Luzia. A unidade atende cerca de 500 crianças do bairro e da região, do Agrupamento 4 da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SME), a reforma da unidade teve início em março de 2023 e foi concluída em fevereiro de 2024.

A secretária de Educação, professora Idelma Oliveira, destacou que os serviços de reforma da escola Joana Angélica foram custeados pelo Programa Cuidar de Nossa Escola é Dever de Todos, que desde 2019, já investiu mais de R$ 30 milhões dos cofres do Tesouro Municipal para a manutenção e reformas dos prédios escolares. “As reformas vêm mudando a realidade dos nossos alunos e da comunidade, pois uma escola reformada é mais aconchegante e traz mais segurança e tranquilidade para que os pais enviem nossas crianças para o ambiente de aprendizado”, pontuou.

Representando o prefeito Vilmar Mariano, a primeira dama e secretária de assistência social, Sulnara Santana (foto abaixo), destacou o papel da gestão municipal e a preocupação da Prefeitura com a renovação e transformação das condições prediais das escolas e CMEIs. Segundo ela, as reformas têm como objetivo, melhorar a qualidade do ensino, dando atenção a questões importantes como, por exemplo, conforto e acessibilidade. “É uma alegria entregar serviços de tamanha grandiosidade e tenho certeza de que tanto os alunos, como os servidores, assim como toda a comunidade estão felizes com a escola toda reformada”, destacou.

De acordo com dados da Superintendência Financeira da Secretaria Municipal de Educação, foi investido R$1,2 milhão na reforma da unidade, que recebeu completa reestruturação e revitalização dos pavilhões, melhorando as condições das salas de aula e das salas onde funciona a administração. Esses espaços passaram por revisões completas na parte de cobertura e nos sistemas elétrico e hidrossanitário. “As melhorias também foram realizadas nos banheiros e na cozinha, que foram  adaptados e ampliados e receberam adequações para atender as normativas atuais do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária. Os investimentos, para além do benefício infraestrutural, também tocam de forma positiva na autoestima da comunidade escolar”, comentou a gestora da unidade, Ádria França. 

Os serviços alcançaram também os ambientes externos de convivência e recreação, além da quadra poliesportiva. O espaço é utilizado pelos membros da comunidade e pelos alunos durante as atividades pedagógicas de prática esportiva. “A escola ficou muito bonita e, com certeza, será muito mais atrativa para os alunos”, elogiou Kattia Daniel, que é mãe do aluno Lorenzo Daniel, estudante do 5º ano.

Durante a cerimônia, o vereador Diony Nery comemorou a entrega da reforma da unidade escolar que, segundo ele, trará mais estímulos para os estudantes e servidores. “O prefeito Vilmar Mariano é sensível às causas da educação. Para além das reformas, temos também as entregas dos kits escolares e uniformes completos, que beneficiam alunos e pais”, concluiu.

Além dos citados na matéria, também participaram do evento os vereadores Amendoim (PDT) e  Arnaldo Leite (MDB). Participaram também os secretários Márlucio Pereira (Habitação), Tia Deni (Políticas para Mulheres), Brunna Lomazzi (Transparência) e Poliana Oliveira (Governo).

Escolas e CMEIs de Aparecida entram em clima de carnaval com muito brilho e fantasia

Postado em: 09/02/2024

Desfiles, apresentações e outras atividades lúdicas ajudam a promover a cultura por meio da imaginação das crianças e contribuem para maior interação entre as famílias e a escola

Nesta sexta-feira, 09, O clima de carnaval invadiu as unidades educacionais de Aparecida de Goiânia. As aulas foram marcadas por dinâmicas e brincadeiras realizadas pelos professores nas escolas municipais e nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) da cidade. 

O momento cultural levou para dentro das salas de aula um pouco da cultura brasileira e permitiu às crianças liberarem a criatividade na confecção de máscaras e fantasias. As dinâmicas foram pensadas com o objetivo de promover o aprendizado, a interação social entre as crianças e também para fortalecer a relação entre as famílias e a instituição educacional.

Para tornar seus ambientes mais contagiantes e focados no tema, as escolas e os Cmeis capricharam na decoração dos corredores com serpentinas, máscaras e demais adereços carnavalescos. Nestes espaços, os pequenos foliões puderam soltar a imaginação durante as apresentações de dança e de teatro repletas de brilho e animação. 

Para Luciana Borba, diretora do CMEI Valdivina Guimarães Silva, uma das unidades que realizou o dia festivo e que incluiu no evento um desfile especial de fantasia, a data ajuda a despertar a imaginação lúdica das crianças.  “Esse é um momento de despertar a imaginação. A gente sempre organiza ações pedagógicas para comemorar o carnaval e aqui nós chamamos de Dia da Alegria”, explicou a gestora.

No Cmei do setor Buriti Sereno as comemorações de carnaval não foram diferentes. As 150 crianças matriculadas nos Agrupamentos de I ao V caíram na folia ao som das marchinhas tradicionais e também participaram de uma competição de fantasias. As dinâmicas foram pensadas como forma de promover o resgate cultural e fortalecer laços de identidade entre as crianças. “Foi um momento de muita alegria. As crianças puderam conhecer um repertório até então desconhecido por elas. Para os pais, foi um resgate e um momento de descontração”, comentou a diretora Auristela Ribeiro.

As criancinhas do Cmei Comunidade Legal, Jardim Florença, por sua vez, sob a orientação das educadoras produziram diversos cartazes, fantasias e participaram de contações de histórias com foco no tema das festas de carnaval. As atividades foram realizadas para desenvolver as habilidades motoras e, ao mesmo tempo, descontrair a garotada com o aprendizado lúdico, envolvendo cores e movimentos.

Na Escola Municipal Deraldo Lisboa, que fica no Jardim Rosa do Sul, os alunos das turmas de 1º ao 5º ano, participaram de uma matinê com o tema “Folia Tropical”. Durante as aulas, os estudantes se fantasiaram e caíram no movimento, embalados pelas marchinhas carnavalescas. E as comemorações na Escola Municipal Adelino Ariane, Vila Maria, seguiram no mesmo ritmo. Rolou muito glitter, penteados extravagantes, pompons e as mais diferentes fantasias. “Até o lanche dos alunos foi pensado para a ocasião. A ideia é vivenciar o momento, fazer todo um trabalho pedagógico com base nas prerrogativas de ensino e aprendizagem, mostrando  de uma forma lúdica que essas datas são importantes para a compreensão da dinâmica da sociedade”, afirmou a diretora da unidade, professora Lucélia de Castro. 

Por: Thiago Oliveira, Juliana Fulquim e Gedeon Campos

Prefeito sanciona leis de melhoria salarial para servidores da Educação

Postado em: 26/01/2024

Reajuste alcançará as gratificações de secretário geral, coordenador e assessor pedagógico, analista educacional da SME e os servidores administrativos da Educação

O prefeito Vilmar Mariano sancionou na tarde desta quinta-feira, 25, duas Leis Complementares (LC) que irão beneficiar diretamente os servidores da Educação de Aparecida de Goiânia. Foram sancionadas as LC 002/24 e 003/24 que tratam, respectivamente, do  aumento do valor das atuais gratificações e do reajuste da tabela salarial do Plano de Cargos e Salários dos Servidores Administrativos da pasta da Educação. A solenidade ocorreu às 13h30 no Espaço Multiuso da Cidade Administrativa Maguito Vilela, no setor Village Garavelo. 

A assinatura aconteceu na presença de diversos servidores, que compareceram para prestigiar a ocasião. Na justificativa das LC, quando foram enviadas à Câmara Municipal para a sua aprovação pelo Poder Legislativo, o prefeito Vilmar Mariano ressaltou que, nos dois casos, o objetivo é o mesmo: valorizar a educação, reconhecendo os serviços prestados por esses servidores e, consequentemente, influenciando na qualidade de ensino. “A ideia é manter atrativas e justas as remunerações para essas funções que são indispensáveis para o bom andamento da educação em nosso município”, destacou o prefeito.

As duas leis são de iniciativas do Poder Executivo e foram aprovadas ainda na primeira quinzena do mês de janeiro pelo Poder Legislativo de Aparecida de Goiânia em Sessão Extraordinária. Com a aprovação da LC 002, serão reajustadas as atuais gratificações recebidas pelos ocupantes de funções como a de secretário geral, de coordenador e assessor pedagógico e também os de analista educacional da Secretaria Municipal de Educação (SME). 

Já a Lei Complementar de número 003 modifica outra lei que foi aprovada em 2014 e, portanto, reajusta a tabela de vencimentos dos profissionais da pasta lotados nas escolas, nos Cmeis e no Centro Municipal de Educação Profissional (CMEP). O aumento varia de 15% a 18% e alcançará os ocupantes dos cargos de merendeiros, agentes e auxiliares de serviços diversos, auxiliares de secretaria, agentes educativos, intérpretes de Libras, instrutores de surdo, bibliotecários, analistas de Cultura e Desporto e professores de informática.  

Para a secretária de Educação, professora Idelma Oliveira (foto acima), as duas leis são uma prova da atenção que o prefeito tem dispensado à Educação de Aparecida e aos servidores da rede. “É o reconhecimento da importância desses servidores para a gestão da Prefeitura e, especialmente, para o nosso prefeito Vilmar Mariano. Estamos investindo na melhoria da educação, promovendo reparos e combatendo defasagens no vencimento dos trabalhadores da nossa rede, que é composta de pessoas dedicadas ao bom desenvolvimento do ensino”, avaliou.  

A solenidade de assinatura foi prestigiada pela presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (SINTEGO), a deputada professora Bia de Lima (PT/foto abaixo), que elogiou o prefeito Vilmar Mariano pela iniciativa.  “Hoje venho agradecer ao prefeito Vilmar por valorizar os trabalhadores e trabalhadoras que fazem a diferença na educação desta cidade. E reafirmar que aqui tem quem olha a educação com respeito e com cuidado”, enfatizou.

O vereador Willian Panda (PSB/foto abaixo), que preside a Comissão da Educação da Câmara Municipal, também esteve presente e fez sua avaliação da relevância do ato para as pessoas que trabalham nos Cmeis e nas escolas da rede. “Estamos lutando pelo reconhecimento dos servidores administrativos e valorizar o Plano de Carreira deles é algo muito almejado, de maneira que este reconhecimento é muito importante”, comentou o parlamentar.

A professora Cristiane Borges fez questão de comparecer ao evento para testemunhar o momento da assinatura das leis. Ocupante da função de coordenadora da Escola Municipal ela será uma das contempladas com os reajustes e destacou a importância do reconhecimento e valorização por parte da gestão municipal. “Considero um avanço e acredito que será benéfico para todos, porque estávamos mesmo precisando. Aparecida dá um grande salto ao equiparar o salário de muitos servidores em relação a municípios vizinhos”, arrematou a servidora.

Além dos citados na matéria, tomaram parte na solenidade o deputado Veter Martins (Patriota) e os vereadores Vencerlino Amendoim (PDT) e Isaac Martins (Patriota). Participaram também os secretários municipais Pollyana Oliveira (Governo), Tia Deni (Política para Mulheres), Ozéias Laurentino (Comunicação), além da secretária de Assistência Social, a primeira-dama Sulnara Santana.

Educação de Aparecida inicia ano letivo em 22 de janeiro

Postado em: 22/01/2024

O ano letivo de 2024 conta com cerca de 60 mil alunos matriculados em 131 unidades escolares da Rede Municipal. Estudantes receberão uniformes, com calças, shorts, camisetas e tênis

Em Aparecida de Goiânia, esta segunda-feira, 22, foi de começo de aulas para cerca de 60 mil estudantes matriculados nos Cmeis, nas Escolas Municipais e em entidades conveniadas com a Prefeitura. A abertura oficial do ano letivo aconteceu às 7h da manhã na Escola Municipal Parque Santa Cecília, Jardim Bonança, na presença da secretária de Educação, professora Idelma Oliveira, e do prefeito Vilmar Mariano que, na ocasião, fez a entrega simbólica dos kits de uniformes escolares que começam a chegar às escolas a partir desta terça-feira.

Para uniformizar as crianças da Educação Infantil e os estudantes do Ensino Fundamental, a Prefeitura de Aparecida investiu valores que ultrapassam a casa dos sete milhões de reais. A novidade é que, além de calças, shorts, saias e blusas, que tradicionalmente compõem os uniformes, a Prefeitura adquiriu também tênis, que pretende distribuir para todos os estudantes. “É um investimento que a Prefeitura faz e que vale a pena, porque contribui com a vida financeira das famílias, que não precisam investir na compra de roupa para que a criança possa frequentar as unidades escolares”, destacou.

Ronice Maria, que é gestora da unidade escolar, explicou que a uniformização não tem apenas uma função social. Segundo ela, as crianças devidamente uniformizadas facilitam a atuação dos servidores no reconhecimento imediato e no controle daqueles que acessam diariamente as dependências da escola. “A nossa escola tem mais de 900 crianças. Conseguir identificá-las pela uniformização facilitará o nosso trabalho no dia a dia”, comentou.  

Com 13 anos de idade e matriculada no 8º ano, a estudante Maria Clara falou de suas expectativas para 2024 e disse que acredita que este seja um ano de paz nas escolas e de bastante aprendizado para os alunos. Comentando sobre a importância da entrega dos uniformes, ela destacou que é uma forma da escola se organizar melhor. “Além de contribuir com a organização dentro da escola, o uniforme é como uma identidade para o aluno”, afirmou.  

A auxiliar de produção, Lucimar Paulino, de 44 anos, mora nas imediações da unidade escolar e possui um filho que está matriculado no 9º ano na escola Santa Cecília. “Meu filho está na última série do fundamental. Espero que ele aprenda muito e que se desenvolva bastante e já possa ir fazendo sua escolha para sua vida profissional”, pontou. 

A professora Idelma Oliveira, titular da pasta da Educação, ressaltou que, para o ano letivo de 2024, as equipes pedagógicas da Secretaria Municipal de Educação (SME) terão como foco a melhoria dos resultados da aprendizagem e, para isso, priorizará dois eixos básicos, que são a leitura e a escrita. “Entendemos que o trabalho com a leitura e escrita está na base da organização de todo o desenvolvimento das ações de ensino e aprendizagem. Portanto, é fundamental potencializar essas habilidades no estudante”.

A secretária de Assistência Social e primeira-dama, Sulnara Santana, também esteve presente na solenidade e falou da importância da escola para a transformação da sociedade. “Os servidores da Educação vêm prestando um serviço de excelência para a sociedade aparecidense. Esse trabalho refletirá num amanhã melhor, com uma sociedade mais justa”, concluiu.

A Rede Municipal de Educação de Aparecida contará este ano com 131 unidades escolares na oferta da Educação Infantil e das duas fases do Ensino Fundamental. Além dos 33 Cmeis, 56 Escolas Municipais e cinco Emeis, mantém convênio com 37 entidades conveniadas com a Prefeitura. Para este ano, a fim de garantir a  segurança dos alunos e a tranquilidade dos pais, será mantido o programa Escola Segura, com os serviços de Ronda Escolar realizados pela Guarda Civil Municipal (GCM), que também realizará, ao longo do ano letivo, palestras sobre segurança, bullying e violência.  Outra parceria que será mantida é com a Secretaria Municipal de Trânsito de Aparecida (SMTA) na realização de monitoramento do trânsito nas imediações das unidades de ensino. 

Participaram do evento o deputado estadual Veter Martins (Patriota),  os vereadores Marcos Miranda (Republicanos) e Camila Rosa (PSD) e os secretários municipais Tia Deni (Políticas para a Mulher), Brunna Lomazzi (Transparência), Pollyana Oliveira (Governo), Marlúcio Pereira (Habitação) e Divino Ajax (Articulação Metropolitana). 

Rua Gervásio Pinheiro, APM Residencial Solar Central Park
CEP: 74.968-500
Horário de Funcionamento:
08h as 11h30 - 13h as 17h30
Telefone: (62) 3545-5800 / 3545-5801

educacao@aparecida.go.gov.br
Telefone: (62) 3545-5949

Rua 04 com Rua 05, Qd. JA, Área Pública S/N, Setor Araguaia, CEP: 74981-040

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU EMAIL