Educação de Aparecida abre período de matrículas para 2022

Postado em: 29/11/2021

As inscrições serão feitas para o Ensino Fundamental, dia 06, e Educação Infantil, dia 13, exclusivamente pelo site da Prefeitura e aplicativo Matrícula Aparecida

Na próxima segunda-feira, 06, às 8h, será aberto o período de inscrição para os interessados em vagas de matrículas na Rede Municipal de Educação de Aparecida de Goiânia. Para o Ensino Fundamental I e II, que compreende séries de 1º ao 9º ano, o sistema estará aberto a partir do dia 06 de dezembro. No caso da Educação Infantil, que atende crianças de seis meses a cinco anos de idade, as inscrições estarão disponíveis somente no dia 13 de dezembro. Os interessados devem acessar o site da Prefeitura no endereço eletrônico www.aparecida.go.gov.br ou baixar o aplicativo Matrícula Aparecida, disponível na loja virtual Play Store.

Para o ano letivo de 2022, a Secretaria Municipal de Educação de Aparecida de Goiânia (SME) contará com 11 mil vagas disponíveis em Escolas Municipais, EMEIs e CMEIs. Do total de vagas disponibilizadas, 7,7 mil são para alunos do Ensino Fundamental I e II. Para a Educação Infantil, englobando as turmas de berçário (Agrupamentos I, II e III) e a pré-escola (Agrupamento IV e V), a oferta para o próximo ano é de cerca de 3,2 mil vagas. 

No dia da inscrição, os interessados que abrirem o site ou o aplicativo antes do horário previsto, deverão atualizar o sistema exatamente às 8h para poder acessar os formulários disponíveis na plataforma. É necessário que os pais ou os responsáveis tenham em mãos os seguintes dados da criança: endereço completo com o CEP do imóvel, CPF (preferencialmente). Além disso, deverão informar o nome da mãe e, no caso dos beneficiários do Programa Bolsa Família do Governo Federal, informar o número do cartão do benefício.

Pessoas com dificuldades de acesso à internet ou que necessitarem de auxílio para fazer a inscrição no sistema podem procurar as secretarias das unidades escolares no horário regular de funcionamento da rede (8h às 11h30 e 13h às 17h), onde serão auxiliadas a efetuar a inscrição. Para isso, é necessário ter em mãos toda a documentação mencionada nesta matéria.

Convênio e novas vagas

A Secretaria Municipal de Educação encerra 2021 com mais de 46 mil alunos matriculados em sua rede, sendo 9.423 da Educação Infantil e 37.260 do Ensino Fundamental. Conforme adianta o secretário da pasta, professor Divino Gustavo, para o ano de 2022, além do atual número de vagas, a partir do credenciamento de novos convênios com Entidades Filantrópicas, que foi iniciado em 22 de novembro e segue até dia 22 de dezembro, a expectativa é de que seja possível oferecer por volta de três mil outras vagas para a Educação Infantil. “Nossa vontade é de zerar o nosso Cadastro de Reserva. E neste sentido, estamos aguardando o encerramento dos convênios para saber o número real de novas vagas que desejamos disponibilizar já a partir do mês de janeiro”, enfatizou o secretário.

Fonte: Gedeon Campos e Juliana Fulquim

Matrículas 2022

Educadores da Aparecida concluem curso realizado pela SME e Unicamp

Postado em: 25/11/2021

Na última quarta-feira, 24, foi o encerramento do curso “Educação Especial e Inclusiva: História, Políticas e Problemas Contemporâneos”. Realizado de agosto a novembro pelo Centro de Formação dos Profissionais da Educação de Aparecida de Goiânia (CEFPE/SME) em parceria com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o curso aconteceu em 13 encontros virtuais com a participação de gestores, coordenadores pedagógicos, professores, além dos profissionais do quadro de Apoio Educacional Especializado (AEE). 

Dividido em dois módulos e com duração de 60 horas, o curso teve como objetivo promover a reflexão histórico-crítica sobre os processos de exclusão e de inclusão social e escolar das pessoas em situação de deficiência. “Os encontros tiveram como alvo oferecer subsídios para fortalecer o acompanhamento, o direcionamento e a execução do trabalho de Inclusão Escolar realizado pelos profissionais da educação da rede pública do município de Aparecida de Goiânia”, explicou a diretora do CEFPE, professora Maria Lúcia Pacheco Duarte.

Realizados sempre às quartas-feiras, entre 14h e 16h, os encontros foram coordenados pelo prof. Dr. Régis Henrique dos Reis Silva, professor do Departamento de Filosofia e História da Educação da Unicamp, contando com a colaboração da professora mestre Ivone Rodrigues dos Santos, coordenadora do Centro de Formação. “Os debates irão contribuir para o desempenho dos nossos profissionais e para gerar novos conhecimentos, já que cada profissional poderá socializar e promover momentos de estudos e reflexão com os demais parceiros em suas respectivas unidades de ensino”, pontuou a coordenadora.  

Presente no encerramento da formação, a professora Idelma Oliveira, superintendente de Ensino da SME, comentou sobre a relevância de ver consolidada a parceria da Educação de Aparecida com a Unicamp. “A rede municipal fica lisonjeada, porque entende que, ao longo dos encontros realizados, as discussões foram da mais elevada importância, não só para ampliar o nosso entendimento sobre o conceito de inclusão, como também para nos oferecer direcionamentos em relação à prática didática”, concluiu.

Fonte: Gedeon Campos e Juliana Fulquim

Educação municipal inicia cadastro para convênio de entidades escolares

Postado em 22/11/2021

Com o objetivo de ampliar o atendimento a crianças de seis meses a cinco anos, a Secretaria Municipal de Educação de Aparecida de Goiânia (SME) realizará, entre os dias 22/11 e 22/12, o processo de cadastramento de instituições educacionais que atuam na Educação Infantil interessadas em estabelecer convênio com a Prefeitura. Poderão participar instituições educacionais sem fins lucrativos, filantrópicas, organizações comunitárias e confessionais.

De acordo com a SME, os convênios poderão ser firmados em duas modalidades distintas, contemplando instituições que atendem crianças em período parcial e também aquelas que optam pelo ensino em período integral. Outra novidade é que não há limite de vagas para a contratação, mas as entidades interessadas precisam estar devidamente regularizadas e apresentar documentos que autorizem sua funcionalidade, entre eles, os emitidos pelo Conselho Municipal de Educação, Corpo de Bombeiros  e Vigilância Sanitária.

A expectativa da Secretaria de Educação é de que, com a constituição dos futuros convênios, possam ser oferecidas três mil novas vagas para os agrupamentos da Educação Infantil. A meta é reduzir significativamente o número de crianças que atualmente estariam no Cadastro de Reserva da Central de Matrícula da SME. “Estamos acelerando o processo, a fim de que as novas vagas possam ser disponibilizadas para as famílias já no ano letivo de 2022”, afirmou o titular da pasta de Educação, professor Divino Gustavo.

Para mais informações, a secretaria disponibilizou o telefone: 3545-5949

Lista de documentos solicitados pelo link abaixo:

https://www.aparecida.go.gov.br/wp-content/uploads/2021/11/DOCUMENTACAO-EXIGIDA-PARA-O-CADASTRO-DE-CREDENCIAMENTO.pdf

PLANO-DE-TRABALHOBaixar
Secretaria-Municipal-da-Educacao-LISTA-DE-DOCUMENTOS-PARA-CREDENCIAMENTOBaixar

Fonte: Gedeon Campos e Juliana Fulquim

Escolas Municipais comemoram Dia da Consciência Negra

Postado em: 22/11/2021

Data, celebrada oficialmente desde 2003, é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira

Em 20 de novembro comemora-se o Dia da Consciência Negra. Criada em 2011 pela Lei Federal de nº 12.519, a data foi escolhida em memória ao dia da morte de Zumbi dos Palmares, principal líder quilombola e símbolo da resistência do povo negro brasileiro. Incorporado ao calendário escolar da Rede Municipal de Educação (RME) de Aparecida de Goiânia, o dia tem servido para a realização de culminância de projetos escolares e para realizar eventos focados no tema.

A Escola Municipal Nova Olinda, localizada no setor de mesmo nome, por exemplo, trabalhou o tema da Consciência Negra ao longo de toda a semana que antecede o dia 20 (sábado). Os professores e alunos desenvolveram dinâmicas de grupo para discutir a escravidão, os efeitos dela na sociedade ainda nos dias atuais e realizaram na quinta-feira, 18, um almoço especial, dando evidência para a influência da cultura do povo negro na culinária brasileira.

Na Escola Municipal Deraldo Lisboa, Jardim Rosa do Sul, além das atividades pedagógicas realizadas ao longo da semana pelos professores, acontecerá um desfile nesta sexta-feira, 19, às 17h, com a participação de alunos e servidores negros. “Nossa escola tem bastante alunos negros, com este evento queremos trazer um sentimento de pertencimento e principalmente de orgulho pelo nosso povo”, comentou o diretor da unidade Ângelo Junior Santos.

Na Vila Delfiori, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia mantém a Escola Municipal Serra das Areias, que é a escola quilombola do município. De acordo com a coordenadora pedagógica da instituição, Patrícia Alice Rodrigues, a escola trabalha as temáticas relacionada aos valores da cultura do povo negro ao longo de todo o ano letivo e inserido nas disciplinas numa perspectiva interdisciplinar e transversal. “Nossa escola está inserida num bairro onde a comunidade quilombola é parte integrante. Então, é natural essas discussões no nosso dia e o dia 20 para nós é o dia de culminância dos nossos projetos”, enfatizou.

Para a diretora da escola quilombola, Ângela Pereira de Paula, é papel da educação contribuir no combate do racismo. “A criança negra chega na escola retraída, sentindo-se inferior devido ao racismo na sociedade e, por meio dos trabalhos de conscientização na escola, ela passa a entender que é linda, maravilhosa e inteligente do mesmo jeito que o branco, amarelo e pardo é. Além disso, todos acabam compreendendo que mesmo diferentes somos todos iguais”, destacou a diretora.

Durante ação em alusão ao Dia Nacional de Consciência Negra realizada na tarde desta sexta-feira, 19, na Escola Serra das Areias, a Silene Evangelista, mãe da estudante da unidade, Murielly Evangelista, parabenizou a iniciativa da escola. “É muito importante, porque como as crianças estão em formação, elas aprendem tudo com facilidade. Sendo assim, elas vão estar preparadas para a vida adulta, já conscientes de que devem respeitar o próximo, ter humanidade e amar um ao outro. Eu só tenho que parabenizar os professores e gestores que tiveram essa iniciativa de fazer esse trabalho muito bonito, que é incentivar o amor e união entre as crianças”, comentou.

Para fortalecer o trabalho dos educadores na valorização dos povos negros e da cultura afro-brasileira, a Secretaria Municipal de Educação (SME) realizou neste ano a entrega de material didático sobre o ensino de História da África e da Cultura Africana. No total, foram distribuídos 1.250 livros que têm como título “O que você sabe sobre a África?” e mais de 3,6 mil revistas Coquetel produzidas pela Editora Ediouro, por encomenda do Ministério da Educação.

O ensino da História da África e da Cultura Africana está previsto na Lei 10.639/03 e, neste sentido, a proposta do material didático é o de disseminar conhecimentos sobre a história e culturas no povo do continente africano e sobre a presença dos povos de cultura afro em diferentes partes do mundo, com abordagem especial sobre os afro-brasileiros.

Fonte: Gedeon Campos e Juliana Fulquim

Foto: Claudivino Antunes

Cadastro para convênios

Prefeitura lança reforma de escolas da Cidade Vera Cruz 2 e Vila Delfiori

Postado em: 18/11/2021

Escolas receberão investimentos de aproximadamente dois milhões de reais, recursos do Tesouro Municipal destinado ao Programa Cuidar de Nossa Escola é Dever de Todos 

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia segue com o seu calendário de obras do Projeto Cuidar da Nossa Escola é Dever de Todos. Desta vez, estão sendo contempladas as escolas municipais localizadas nos bairros Delfiore e Cidade Vera Cruz II. As ordens de serviços foram assinadas na manhã desta quarta-feira, 17, pelo prefeito em exercício Vilmar Mariano, em solenidades que aconteceram nas próprias unidades educacionais situadas nos dois bairros, na presença de populares, servidores e autoridades políticas da região e do município.  

A primeira ordem de serviços foi assinada na Escola Municipal Cidade Vera Cruz II. A unidade possui 11 salas de aula e atende 646 crianças matriculadas na pré-escola  e no ensino fundamental I, distribuídas em 22 turmas nos turnos matutino e vespertino. 

A diretora da unidade educacional, Joana D’Arc Nogueira, explicou que a comunidade já vinha aguardando as melhorias na infraestrutura da escola há alguns anos, pois os problemas, principalmente nesta época do ano, segundo afirma, têm penalizado alunos e servidores. “Estamos muito felizes, porque é o sonho de toda a comunidade escolar ver essa escola reformada”, comentou. 

Na Vila Delfiori, a solenidade de assinatura da ordem de serviços de reforma da Escola Municipal Serra das Areias foi antecedida por diversas apresentações culturais realizadas pelos alunos da unidade escolar. Localizada na parte oeste do município, a escola acolhe quase 500 crianças do setor e da região, matriculadas em turmas de 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. “É importante reformar os prédios escolares para garantir a segurança dos alunos e dos servidores e também para elevar a autoestima dos estudantes e dos moradores da região”, avaliou o prefeito em exercício, Vilmar Mariano. 

A previsão é de que a Prefeitura invista nas duas obras aproximadamente dois milhões de reais, recurso do Tesouro Municipal. Entre as melhorias previstas, destacam-se a revisão completa do telhado e dos sistemas elétrico e hidráulico, a reestruturação dos espaços da sala de aula, cozinha e banheiros sanitários para atender as exigências do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária.

Para o secretário da Educação, professor Divino Gustavo, a assinatura das duas ordens de serviço é um passo importante no programa de reformas e manutenção que já destinou mais de 20 milhões para a realização de serviços de melhorias dos prédios escolares. “Além da reforma, as escolas contempladas no programa estão recebendo mobiliários novos, mesas, carteiras e armários”, concluiu o secretário

Participaram das solenidades de assinatura das ordens de serviços os vereadores André Fortaleza (MDB), Marcos Miranda (Republicanos), Camila Rosa (PSD), Élio Bom Sucesso (MDB), Zé Filho (PSDB), Lélis Pereira (PP), Diony Nery (PSDB), Getúlio Andrade (PV) e Vencerlino Amendoim (PDT). Representando pastas do Poder Executivo, compareceram Max Menezes (Desenvolvimento Urbano), Vanilson Bueno (Ação Integrada), Roberto Cândido (Segurança Pública), Willian Panda (Habitação), Marlúcio Pereira (Desenvolvimento Econômico) e Veter Martins (Planejamento e Regulação Urbana).

Fonte: Gedeon Campos e Juliana Fulquim

Prefeitura inicia nova etapa de entrega de kits de alimentos a alunos do município

Postado em: 11/11/2021

No total, serão distribuídos 42 mil kits de alimentos para famílias de alunos matriculados nas Escolas Municipais e CMEIs de Aparecida

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio de sua Secretaria Municipal de Educação (SME), realizará a partir da próxima terça-feira, 16, mais uma etapa de distribuição de cestas básicas para as famílias dos alunos matriculados em sua rede de escolas e CMEIs. A entrega solene aconteceu na manhã desta quinta-feira, 11, na Escola Municipal Nova Olinda, que fica na região Leste. Contou com a participação do prefeito Gustavo Mendanha, da primeira-dama e secretária de Assistência Social, Mayara Mendanha, além do secretário da pasta da Educação, professor Divino Gustavo, e demais autoridades representativas dos poderes executivo e legislativo.

O benefício deve chegar à mesa de 42 mil estudantes da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, distribuídos nas 56 escolas, 5 EMEIs e 32 CMEIs. Na ação, a Prefeitura está investindo, de recursos próprios, 3,2 milhões de reais, valor oriundo do Tesouro Municipal destinado ao Programa de Alimentação Escolar. De acordo com informações da Coordenadoria de Alimentação Escolar da SME, que orientou na composição dos kits de alimentos, cada cesta teria custado por volta de 80 reais. Assim como nas edições anteriores, as cestas possuem um padrão mínimo, contendo arroz, feijão, macarrão, extrato de tomate, leite, açúcar, farinha de trigo, óleo de soja, sal, biscoito maizena e flocos de milho.

Conforme explica o titular da pasta da Educação, professor Divino Gustavo, as cestas foram adquiridas com recursos que seriam investidos pela Prefeitura na complementação da alimentação escolar, mas que foram economizados durante o primeiro semestre em razão de, naquele período, as aulas terem acontecido de maneira não presencial, dentro do modelo REANP estabelecido para o período de pandemia pelo coronavírus. “Mesmo que não tenha havido atividades presenciais no primeiro semestre, todos os alunos matriculados têm direito e irão receber o benefício da cesta de alimentos”, assegurou o secretário.

O prefeito Gustavo Mendanha, por sua vez, falou do compromisso de sua gestão com os estudantes que frequentam as escolas do município, sobretudo as que pertencem a camadas mais carentes. Explicou que a alimentação escolar é uma forma de o poder público contribuir com o desenvolvimento da educação, oferecendo aos alunos um complemento nutricional. “A Prefeitura é sensível nessa questão, porque sabemos que as crianças, quando melhor alimentadas, apresentam melhores rendimentos nas tarefas escolares”, pontuou.   

A dona de casa Francisca de Paula dos Santos, 29, foi uma das mães que compareceram ao evento para retirar o benefício em nome do filho, o aluno Fabrício, estudante do 5º ano. Na ocasião, a mãe falou das dificuldades para garantir o sustento da família e do que significava para ela receber o kit de alimentos. “Com o preço das coisas hoje, a gente não sabe se compra a comida ou se paga as contas”, disse.

Elaine Araújo do Nascimento, 32, que possui duas crianças no 4º e 5º ano do Ensino Fundamental e que recebeu duas cestas, uma para cada filho matriculado, é outra mãe que também comentou sobre a importância de receber as cestas distribuídas pela Prefeitura. Segundo afirmou, ela e o marido estariam desempregados e que, por isso, o benefício estaria chegando em boa hora para contribuir com o orçamento da família. “As cestas representam alívio para nossa casa, alimentando as crianças por pelo menos 10 dias”, enfatizou.  

Além da primeira-dama Mayara Mendanha e do vice-prefeito Vilmar Mariano, a solenidade de entrega das cestas foi prestigiada pelo deputado federal Professor Alcides (PP), pelos vereadores Aldivo Araújo (MDB), Fábio Ideal e Lelis Pereira (Progressista), Orlanes Maranhão (PSB) e pelos secretários do Poder Executivo Veter Martins, Mazin Madre Germana e Rosildo Silva.

Fonte: Gedeon Campos e Juliana Fulquim

Foto: Rodrigo Estrela

Alunos de escolas municipais realizam plantio de mudas nativas do Cerrado

Postado em: 05/11/2021

Ação contou com a participação de 60 alunos do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Educação  e o plantio de 3,9 mil mudas de árvores nativas

Um grupo de cerca de 60 alunos de três escolas municipais localizadas em setores da região leste do município movimentou o Parque Industrial Vice-Presidente José de Alencar na manhã desta quinta-feira, dia 04 de novembro. Os estudantes, em sua maioria de turmas do 5º ano do Ensino Fundamental, participaram de uma ação pedagógica e ambiental, que resultou no plantio de 3,9 mil mudas de árvores nativas do cerrado.

A ação, que contou com o apoio das secretarias municipais de Educação (SME) e Meio Ambiente (SEMMA), foi promovida por iniciativa do Grupo H Egídio, administradora de um conglomerado de empresas do ramo hospitalar que, além de fornecer as mudas para o plantio, preparar o solo antecipadamente, também confeccionou e distribuiu aos alunos material impresso educativo, abordando a temática da preservação do meio ambiente.   

De acordo com uma das acionistas do Grupo H Egídio, a CEO Tatiane Simon Egídio Avelar, a proposta da empresa que, segundo ela, já realiza a mesma ação há 20 anos, é despertar o olhar da sociedade, principalmente das futuras gerações, para a importância de preservar ambiental. “Com essa ação, desejamos despertar a sensibilidade das pessoas em relação aos cuidados que todos precisamos ter e também demonstrar que é possível equilibrar a produção industrial com a qualidade de vida do planeta”, explicou.

Para os alunos das escolas participantes, a manhã foi movimentada e cheia de descontração. Lucas Gabriel Siqueira, por exemplo, estava eufórico. Com 11 anos de idade e estudando no 5º ano do Ensino Fundamental na escola Camila Scaliz, ele resume que as árvores seriam importantes porque trazem vida. 

Da escola Nova Olinda e concluindo o 4º ano do Ensino Fundamental, a aluna Ana Luiza Souza Alves, 10, também não conseguia disfarçar o contentamento de participar do plantio de árvores. “Sei que as árvores melhoram o clima e trazem a comida. Estou achando muito legal e já estava muito ansiosa quando soube que a gente viria para cá para participar desse momento”, comentou.

Superintendente de Ensino da SME, a professora Idelma de Oliveira enfatizou o significado da ação para a formação educacional das crianças. Explicou que nas escolas e CMEIs da rede a temática envolvendo educação ambiental é trabalhada numa perspectiva interdisciplinar e transversal. “Estamos felizes de participar deste momento, porque precisamos conscientizar as crianças e, por meio delas, alcançar as famílias, sobre a importância do plantio e da preservação, principalmente nesta ocasião em que estamos vivenciando muitas queimadas e a falta de cuidados com o meio ambiente”, arrematou.

Fonte: Gedeon Campos e Juliana Fulquim

Inicia campanha para eleição de diretores e coordenadores gerais

Postado em: 03/11/2021

Durante 30 dias, os candidatos disputarão a preferência do eleitorado, a fim de obter aprovação para gerir as  unidades escolares pelos próximos dois anos.

No último dia 31, domingo, teve início o período de campanha para os candidatos aos cargos de diretor e de coordenador geral de escolas e CMEIs da Rede Municipal de Educação de Aparecida de Goiânia (RME). Com votação marcada para 30 de novembro, os postulantes têm prazo até o dia 28 para convencer o eleitorado e, assim, obter o apoio dos votantes de seus respectivos colégios eleitorais, que incluem servidores, alunos com idade igual ou maior de 12 anos e também os pais ou os responsáveis pelas crianças matriculadas na unidade escolar. 

O pleito eleitoral deste ano, que não envolve as 22 conveniadas, já que estas possuem regime administrativo próprio das entidades a que são vinculadas, acontecerá em 70 das 93 instituições educacionais da RME. Das 61 unidades que ministram aulas para o Ensino Fundamental, 46 delas apresentaram candidatos aptos aos cargos. E no caso da Educação Infantil, de um total de 32 CMEIs, o processo de escolha democrática será realizado em 24 unidades.

A eleição para escolha de gestores é realizada na RME de Aparecida de Goiânia desde 2010. Esta é a sexta vez que pais, alunos e servidores são convidados a ir às urnas no próximo dia 30 indicar o nome de sua preferência para gerir a unidade escolar pelo biênio 2022/2023. 

Para serem eleitos, os candidatos precisam obter maioria mínima dos votos válidos entre os concorrentes e o processo alcançar o quorum, assegurando, neste caso, a participação mínima de 30% do eleitorado do Colégio Eleitoral. Nas unidades escolares que apresentarem apenas um candidato, além da obrigação com relação ao quorum, o postulante precisará obter mais de 50% dos votos válidos.

O Colégio Eleitoral de cada unidade escolar, no caso das escolas do Ensino Fundamental, está dividido em três grupos. O dos servidores envolve professores, auxiliares administrativos, auxiliares de serviços diversos e merendeiras. Além deste, há o grupo de pais e dos responsáveis pelas crianças matriculadas e dos alunos com idade de 12 anos ou mais. Já no caso da Educação Infantil, que tem no rol de alunos matriculados crianças com até seis anos de idade, o Colégio Eleitoral é formado apenas por dois grupos, o dos servidores e o de pais ou responsáveis.

O secretário de Educação, professor Divino Gustavo, comentou sobre as expectativas da Secretaria Municipal de Educação (SME) no que diz respeito à realização do pleito deste ano. Ele enalteceu o compromisso dos candidatos em fortalecer o processo demoncrático e falou dos esforços da SME em ter no rol de concorrentes aos cargos profissionais cada vez mais preparados para o exercício da função nas unidades escolares. “Entendo que as escolas e os CMEIs precisam ter no comando pessoas escolhidas no seio da comunidade escolar, mas também que estes profissionais estejam devidamente habilitados para os cargos. Para garantir isso, todos os candidatos precisaram fazer curso de Gestão Escolar, oferecido pela SME e passarão por novo momento formativo depois da posse”, arrematou.

Fonte: Gedeon Campos e Juliana Fulquim

Rua Gervásio Pinheiro, APM Residencial Solar Central Park
CEP: 74.968-500
Horário de Funcionamento:
08h as 11h30 - 13h as 17h30
Telefone: (62) 3545-5800 / 3545-5801

educacao@aparecida.go.gov.br
Telefone: (62) 3545-5949

Rua 04 com Rua 05, Qd. JA, Área Pública S/N, Setor Araguaia, CEP: 74981-040

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU EMAIL